segunda-feira, maio 17

Secretaria de Saúde de Coari promove campanha “Março Lilás” para reforçar a conscientização sobre o câncer do colo do útero

0

A Secretaria Municipal de Saúde de Coari (Semsa) realizou, nesta quarta-feira (17), a abertura oficial da campanha “Março Lilás”, que tem por objetivo conscientizar sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer do colo do útero. O evento aconteceu na Policlínica Municipal Dr. Roque Juan Delloso e contou com a participação da prefeita interina Dulce Menezes, além de vereadores, secretários e profissionais de saúde.

A campanha será desenvolvida ao longo deste mês nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), por meio da intensificação das atividades educativas e de rastreamento do câncer do colo uterino para as mulheres da faixa etária recomendada pelo Ministério da Saúde, que é de 25 a 64 anos. As ações buscam proporcionar informações relevantes que possam contribuir para que o cuidado com a saúde feminina aconteça em todos os meses do ano.

Para fazer o exame citopatológico (preventivo ou papanicolau) a mulher deve procurar a UBS’s mais próxima de sua casa. É através desse procedimento que é possível detectar alterações nas células do colo do útero que possam predizer a presença de lesões precursoras ou o próprio câncer, por isso a importância de fazê-lo periodicamente. Aliada a estratégia de prevenção, o diagnóstico precoce aumenta as possibilidades de cura e sobrevida.

Saiba mais: A campanha “Março Lilás” foi criada com a finalidade de conscientizar a população sobre a prevenção e o combate ao câncer de colo do útero. O movimento visa estimular a população feminina para os cuidados com a saúde, bem como alertar para os principais sintomas que devem direcionar as mulheres a buscarem ajuda médica.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o câncer do colo do útero, denominado também de câncer cervical, é causado por infeções persistentes por alguns tipos do Papilomavírus Humano (HPV) chamados de tipos oncogênicos. A infecção genital por esse vírus é muito frequente e não causa doença na maioria das vezes. Entretanto, em alguns casos, ocorrem alterações celulares que podem evoluir para o câncer.

Excetuando-se o câncer de pele não melanoma, o câncer do colo uterino é o terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina (atrás do câncer de mama e do colorretal), e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil.

Compartilhe

Comente